Psicoterapia de grupo na superação do luto
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram

A perda de um ente querido é uma situação dolorosa, mas o luto não precisa ser percorrido em solidão. Na verdade, expressar os sentimentos em um momento de dor permite que o acontecimento seja processado de forma mais equilibrada. Assim, a psicoterapia ajuda a entrar em contato com a dor do luto e superá-la.

Para isso, existe também a psicoterapia de grupo: a partir de uma entrevista com um psicólogo, as necessidades da pessoa em luto são identificadas. Logo, forma-se um grupo com pacientes que podem ajudar mutuamente a enfrentar a situação. A discussão é mediada por um psicólogo sempre buscando entender e respeitar a individualidade de cada um.

A psicoterapia de grupo surgiu em 1905 como uma solução para educar pacientes com tuberculose. As reuniões de 15 a 20 pessoas instruíam os pacientes por meio da reeducação emocional a respeito dos cuidados consigo mesmos e com a doença. A consolidação desse método veio a partir dos anos 70. 

No Brasil, a prática se expandiu na segunda metade da década de 70 a partir da Reforma Psiquiátrica. A psicoterapia de grupo tem se personalizado para atender cada tipo de paciente da maneira mais eficaz. Dessa forma, a psicoterapia de grupo pode ajudar na superação do luto.

Porque realizar a psicoterapia de grupo na superação do luto

Grupo de psicoterapia de luto. Pessoas sentadas em círculo desfocadas. Mulher em foco pressiona as mãos uma contra a outra.

Em um grupo, o participante se depara com novas e diferentes perspectivas, além de se sentir acolhido e não mais solitário. De acordo com os  pesquisadores da área Luiz Paulo Bechelli e Manoel Antônio dos Santos, dentre as diversas vantagens desse método, estão a identificação com outros participantes sofrendo da mesma condição, revelação de particularidades e intimidades, oferecimento de apoio ao semelhante, desenvolvimento de objetivo comum e resolução de dificuldades e desafios que se assemelham.

A psicoterapia de grupo reforça o altruísmo, esperança e apoio mútuo tornando cada membro do grupo agente de sua própria mudança. Para os psicólogos Cassandra Cardoso e Nedio Seminotti, o grupo é um local de debate sobre a necessidade de ajuda. Os participantes realizam questionamentos sobre as alternativas de apoio e suporte emocional, passando pelo processo de superação do luto juntos.

Diante disso, o Projeto Apoio ao Luto do Plano Angelus oferece suporte emocional às pessoas em luto, pois desejamos diminuir o sofrimento e evitar os transtornos gerados por um luto mal elaborado. Os atendimentos na modalidade grupal são realizados sem custo algum para os associados!

Karina Zanini Marques

Karina Zanini Marques

Tradutora formada pela Univem desde 2003 e Psicóloga formada pela Unimar desde 2010 (CRP 06/103536) tem se dedicado profissionalmente única e exclusivamente ao ofício de Psicóloga.

Deixe seu Comentário

Queremos te contar tudo o que acontece na Angelus!

Prometemos não enviar Spam. Conheça nossa Política de Privacidade para mais informações.

Você move nossa evolução.