Cremação: uma escolha sustentável
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram

Sempre que fazemos uma escolha ficamos diante de alguns dilemas. Por isso, exercitar a reflexão a partir do conhecimento sobres nossas opções permite com que façamos escolhas mais conscientes. A cremação é uma escolha sustentável e consciente.

O que muitos não sabem é que ela oferece menos risco ambiental que o sepultamento do corpo em covas. No caso de sepultamento em covas, a decomposição dos corpos gera um líquido (necrochorume).

A cremação é uma escolha sustentável, mas uma técnica pouco difundida no Brasil e por este motivo também cercada de mitos. Essa técnica que visa reduzir um corpo a cinzas por meio da queima do cadáver.

O necrochorume polui o solo e águas subterrâneas, além de emitir gases que podem ser incolores, inflamáveis e contaminadores do ar (inclusive radioativamente). Por isso, cremar é fazer uma escolha sustentavelmente consciente.

As cinzas podem dar lugar a uma árvore com ajuda das bio-urnas, pois a cremação é uma escolha sustentável e ajuda na manutenção da natureza.

Além disso, em países com densa população e pequeno território, a cremação é muito comum, pois não há espaço para cemitérios. Apesar de o Brasil possuir grande extensão para enterros, a cremação permite a utilização das bio-urnas. 

As bio-urnas são urnas que transformam as cinzas humanas em adubo para árvores. A urna possui duas câmaras: uma para as cinzas e outra para um tipo de adubo. Durante o desenvolvimento da planta os restos mortais se unem as raízes.  De uma nova forma, a pessoa continua “viva” de uma forma consciente e sustentável.

Karina Zanini Marques

Karina Zanini Marques

Tradutora formada pela Univem desde 2003 e Psicóloga formada pela Unimar desde 2010 (CRP 06/103536) tem se dedicado profissionalmente única e exclusivamente ao ofício de Psicóloga.

Deixe seu Comentário

Queremos te contar tudo o que acontece na Angelus!

Prometemos não enviar Spam. Conheça nossa Política de Privacidade para mais informações.

Você move nossa evolução.